O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE AS ORQUÍDEAS DO CERRADO

As orquídeas do cerrado são consideradas uma das mais importantes flores em vasos do mundo. O gênero Oncidium, assim como seu grupo de híbridos tem sido usado no mercado de flores como vaso ou flor de corte.

No entanto, algumas características hortícolas requerem melhorias, por exemplo, a produção precoce, floração em estação independente ou indução de floração fácil, alta qualidade e durabilidade das flores e variações na cor das flores, para competir com as orquídeas Phalaenopsis e Dendrobium, como outros grupos de flores.

Então, para tanto, foram utilizadas polinizações cruzadas à mão para dar origem à novas orquídeas com tais características. Por exemplo, a orquídea do cerrado, espécie silvestre brasileira, usada para avaliar a capacidade de cruzamento e selecionar progênies com interesse no uso da floricultura como novo cultivo.

As sementes obtidas deste cruzamento foram semeadas em condições in vitro, seguido de aclimatação e cultivo em casa de vegetação até o momento da floração. Uma das plantas obtidas apresentou características interessantes, como bom e rápido desenvolvimento vegetativo e alta qualidade de floração.

Este híbrido obtido a partir de um cruzamento intergenérico resultou em uma planta com características vegetativas e do tipo de flor e cor semelhante à progenitora de Oncidium, mas com maior número de ramificações na inflorescência e número de flores.

Portanto, a orquídea do cerrado foi utilizada como base para geração de orquídeas híbridas por conta de sua alta qualidade de floração. Denominada Ionocidiu, é mais uma opção dos OHGs nesse mercado competitivo e pode ser utilizada tanto para vaso quanto para produção de flores de orquídea cortada, principalmente por ter maior inflorescência (83 cm).

Continue lendo para saber mais sobre este tipo de orquídea!

ORQUÍDEAS DO CERRADO SÃO ORQUÍDEAS DE CLIMA QUENTE

A faixa de temperatura mais frequentemente recomendada para as orquídeas do cerrado é de 12,7º a 32,2ºC, enquanto na prática a maioria das espécies tolera cinco graus mais alto em cada direção.

Além disso, muitas fontes usarão expressões como “as plantas podem tolerar extremos fora deste intervalo por curtos períodos de tempo”, mencionando frequentemente o movimento e a umidade do ar.

Por outro lado, muitas variáveis ​​afetam as temperaturas reais que a orquídea do cerrado pode suportar sem estresse. Portanto, em geral, porém, o cultivo desta orquídea de clima quente refere-se a condições úmidas e semelhantes às da selva que se esperaria encontrar no nível do mar nos trópicos. As orquídeas são adaptáveis ​​e as espécies aqui apresentadas crescerão fora dessas faixas, no entanto, o crescimento ideal será alcançado quando estiverem na temperatura ideal.

SE VOCÊ TEM UMA ORQUÍDEA DO CERRADO, SAIBA COMO CUIDAR AGORA!

As orquídeas do cerrado se deleitam com a umidade. Se você vive em um clima úmido, deve dar bastante exposição à sua planta. Portanto, abrir as janelas após uma tempestade permitirá que o ar úmido entre em sua casa. Se você vive em um clima mais seco, como o próprio cerrado, existem várias maneiras de aumentar a umidade ao redor da orquídea.

O pote de plástico para cultivo (o pote que contém sua orquídea) é um ativo esquecido para a saúde da sua orquídea. Entretanto, as orquídeas são cultivadas e vendidas em vasos de plástico por um bom motivo. Em seguida, esses vasos garantem uma drenagem suficiente e permitem que você veja claramente as raízes da sua orquídea.

Se você está planejando transferir sua orquídea do cerrado para algum pote, use um pote de plástico novo e maior. Em seguida, depois de por sua orquídea no vaso de plástico, você pode colocá-lo diretamente no vaso decorativo.

As orquídeas adoram luz brilhante, mas a luz solar direta pode causar queimaduras solares. Então, uma maneira fácil de garantir que sua planta não esteja recebendo muito sol é colocá-la em uma janela voltada para o norte ou leste atrás de uma cortina.

Por fim, cortinas transparentes bloquearão a maioria da luz direta prejudicial e permitirão a entrada da quantidade certa de luz solar. Como alternativa, você pode colocar sua orquídea em uma parte bem iluminada da sua casa, mantendo-a fora do caminho direto do sol.

MANTENHA SUA ORQUÍDEA FRESCA PELA NOITE

Sua orquídea pode absorver o calor do verão durante o dia, mas à noite ela prefere relaxar a temperaturas um pouco mais frias. Quando o sol se põe, verifique se a sala com sua orquídea esfria. Se você usar ar-condicionado ou ventiladores para manter sua casa fresca, mantenha sua orquídea longe do fluxo direto de ar.

REGA DAS ORQUÍDEAS DO CERRADO

Um erro que os cultivadores das orquídeas do cerrado iniciantes costumam fazer é a rega excessiva por acreditarem que, por viver em um ambiente muito quente e seco, estas orquídeas precisam de muita água.

Os iniciantes podem se entusiasmar demais em termos de regar demais as plantas. Por exemplo, as orquídeas do cerrado requerem apenas uma quantidade limitada de água para sobreviver e crescer, e é mais do que provável que experimentem problemas como podridão das raízes quando estiverem sob o excesso de água. Portanto, apenas regue sua orquídea por semana, ou equivalente a 1/4 de xícara de água.

O EQUILÍBRIO IDEAL PARA O CULTIVO DAS ORQUÍDEAS DO CERRADO

Um equilíbrio entre luz, calor e umidade deve ser alcançado para um cultivo ideal. Quando está desequilibrado, o ambiente crescente de orquídeas precisa de melhorias.

Fechar o espaço de cultivo restringe o fluxo de ar e aumenta a umidade e a temperatura. A umidade pode ser aumentada com a frequência de rega ou nebulização, mas a menos que seja fornecida alguma contenção da umidade, ela será perdida rapidamente se o ar externo estiver quente e seco.

Por outro lado, as temperaturas podem subir rapidamente no cerrado sob a luz do sol. Por esse motivo, a maioria dos cultivadores de orquídeas do cerrado ventila suas estufas durante o dia e as fecha ao pôr do sol, nos climas mais frios. 

Por fim, calor e luz estão indissociavelmente ligados um ao outro e são amplamente controlados pelo sombreamento e controle do fluxo de ar. De um modo geral, as orquídeas são plantas famintas por luz e devem receber de 12 a 14 horas de luz todos os dias durante todo o ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aprenda Agora os 7 Cuidados Essenciais no Cultivo de Orquídeas


Acesse o Ebook e descubra os segredos que todo grande orquidófilo sabe  e que norteia todo o seu cultivo das mais diferentes espécies de orquídeas. Baixe agora! É gratuito.